Os benefícios que o uso da tecnologia propicia para as empresas serem cada vez mais produtivas, eficientes e estáveis estão diretamente ligadas a uma preocupação com a aplicação dos recursos conectados com um olhar para a segurança em TI.

Essa visão vem sendo apresentada em diversas pesquisas. Recentemente o IDC apresentou um estudo feito na América Latina, onde 59,7% das empresas consideram cibersegurança uma prioridade estratégica. Essa preocupação está na frente de temas como Inteligência Artificial, Cloud Computing e Big Data.

Isso demonstra uma maturidade no entendimento que a evolução de novas tecnologias e recursos precisam estar alinhadas com a segurança em TI. Sem esta preocupação os riscos de vazamento de dados, invasões e não cumprimento de regulamentações é altíssimo.

Complexidade dos riscos

A ampliação do uso de ambientes híbridos de trabalho, fez com que os desafios de gestão e segurança aumentassem. Além de cuidar da sede da empresa como um ambiente “isolado”, cada ponto de trabalho remoto acaba sendo mais um local de risco. Naturalmente os criminosos digitais viram esse movimento e intensificaram tentativas de golpe.

Outro estudo apresentado pela Check Point, fornecedora de soluções de cibersegurança, aponta este aumento. Um dado importante é que 93% dos ataques buscaram enganar os usuários através de sites ou links infectados para roubar suas credenciais de acesso.

Certos tipos de ataques podem ser evitados pela “simples” atualização de patchs de segurança disponibilizados gratuitamente pelos fabricantes. Identificaram que 40% dos ataques poderiam ter sido evitados com essa prática.

Veja mais em: Ameaças Cibernéticas | Tendências 2021 – Blog – Ravel Tecnologia

Segurança em TI

Nuvem e segurança em TI

A aplicação de recursos em nuvem tem papel estratégico para um plano de transformação digital e vendo sendo cada vez mais implementando pelas empresas.

Um bom planejamento para um projeto de cloud computing irá verificar como usar a nuvem pode deixar a segurança em TI ainda mais elevada. Recursos de VPNs, WAF, gestão de patchs, logs, entre outros, poderão ser aplicados para garantir essa vertical.

Já a falta de um olhar sobre os possíveis riscos, podem colocar em risco o projeto e até mesmo a própria empresa, com a chance de vazamentos ou sequestro de dados.

Segurança em TI como prioridade

Não se esqueça das boas práticas mais “simples”

Quando abordamos o tema de Segurança em TI temos a tendências de pensar em grandes ferramentas e projetos. De fato, existem certos recursos que exigem um investimento significativo, mas existem muitas ações que já vão trazer uma melhora do ambiente, sem muito esforço.

Destaco a preocupação em aplicar uma política de acesso para que somente as pessoas que precisem acesses as respectivas informações. Isso tanto quando falamos de arquivos, como permissionamento dentro de sistemas. Ainda sobre acessos, não compartilhar senhas ou usar senhas fracas é extremamente recomendável.

E falando de ambientes de trabalho remoto, veja se os acessos são feitos por meio de uso de criptografia (VPNs). Assim como se o equipamento usado está com os softwares atualizados e com um bom antivírus corporativo instalado.

Ter o apoio de uma empresa especializada o ajudará a navegar melhor neste mundo digital. A Ravel Tecnologia pode ser sua parceira. Conheça nossos serviços.