A ampliação da preocupação sobre segurança é algo crescente no mundo corporativo. E neste olhar temos um novo ecossistema a ser explorado e, consequentemente, protegido: O Cyber espaço. Vamos trazer então informações deste universo para estarmos preparados. Para começar, o que é Cybersegurança?

Uma das definições possíveis diz que é um conjunto de tecnologias, processos e práticas destinadas para proteger as redes, dispositivos, programas e dados de ataques ou acessos não autorizados.

Por que cybersegurança é importante

É inegável a quantidade de informações que são armazenadas em meios digitais. E esse volume tende a continuar aumentando. E juntando com a facilidade de acesso por meio de múltiplos dispositivos (celulares, tabletes, notebooks, entre outros), alinhado com as possibilidades de conexão (4G, wifi, entre outros) faz com que esses dados trafeguem do local oficial de armazenamento por diversas redes, dispositivos, até serem disponibilizados no equipamento/usuário final.

Todos estes pontos são potenciais riscos de vazamentos. E como as informações tem valor intangível para as organizações, precisam ser protegidos.

Proteger esses dados é o objetivo. Pois estará protegendo não somente propriedades intelectuais, mas também a privacidade de pessoas. E como possível consequência, teremos um potencial risco a reputação das empresas.

Mais sobre vazamento de dados, acesse: Vazamento de dados | Ravel Tecnologia

O que é CyberSegurança

Desafios da cybersegurança

Entendendo o que é cybersegurança e sua importância, apresentaremos alguns dos seus principais desafios. Abaixo estão algumas das camadas que precisam de atenção.

  • Segurança de perímetro – Protege a extremidade entre a rede interna com a internet. O firewall é o principal ponto a ser implementado.
  • Segurança de rede – Protege o tráfego na rede, monitorando e controlando as conexões de entrada e saída. Gerenciamento do Wifi é um exemplo.
  • Gerenciamento de identidade – Inclui processos para controle de autenticação para garantir a autenticidade da pessoa com o seu login. Aqui uma prática super recomendada é se autenticar por mais de um fator (ex: senha + token).
  • Segurança em equipamentos móveis – Smartphones principalmente precisam ter padrões de segurança habilitados, além de ser possível instalações de recursos mais avançados para um gerenciamento mais efetivo (ex: MDM).
  • Segurança dos dispositivos – Trabalhar com antivírus, criptografia e gerenciamento de patches são alguns elementos.
  • Educação – Todos os pontos de tecnologia perdem força se não há treinamento e orientação constante para a equipe.

Tipos de ameaças

Abaixo apresentamos algumas das ameaças mais comuns que estão presentes neste ambiente.

  • Phishing – O phishing é um método de tentar coletar informações pessoais usando e-mails e sites fraudulentos. A palavra é um neologismo criado a partir do inglês fishing (pesca) devido à semelhança entre as duas técnicas, servindo-se de uma isca para apanhar uma vítima. Temos um artigo com mais detalhes sobre este crime. Acesse: O que é Phishing? – Blog Tecnologia – Ravel Tecnologia
  • Ransomware – É um software malicioso que criptografa seus dados e pede um resgate para enviar a senha para liberar o acesso. Importante salientar que o pagamento não garante a liberação dos mesmos, pois o acordo é feito com um criminoso digital. Outras informações sobre, acesse: O SEQUESTRO DE DADOS PODE PREJUDICAR O SEU NEGÓCIO! (ravel.com.br)
  • Malware – É um tipo de programa que se instala no seu equipamento, podendo causar desde mau funcionamento do mesmo (lentidão e erros) ou até mesmo impedir totalmente a usabilidade. Ele também pode ser usado para ter acesso às suas informações.
  • Engenharia social – É uma tática que os criminosos usam informações da vítima para enganá-la para ter acesso a informações confidenciais, como senhas, para então aplicar golpes.

Boas práticas

Com toda essa visão dos desafios, riscos e o que é cybersegurança, percebe-se a complexidade de ações a serem implementadas. Ações isoladas tendem a ter pouco efeito e, ao contrário, ações com um olhar amplo das camadas e com o envolvimento de outros departamentos mostram melhores resultados ao reduzir riscos. Busque uma empresa especializada para dar o apoio e se proteja!